Mudar para visual padrão

Escritório no Brasil
+55 19 3800-3500

0

A Pragma desenvolve um modelo de Custeio do Ciclo de Vida para uma mineradora de carvão

Um dos desafios enfrentados por proprietários de grandes ativos, incluindo mineradoras, é compreender o custo total dos ativos ao longo dos seus ciclos de vida. Custeio do Ciclo de Vida (CCV) é uma ferramenta ou modelo que possibilita a realização de avaliações comparativas de custo para um período especificado, levando em conta todos os fatores econômicos relevantes, tanto em termos dos custos de capital iniciais, quanto de futuros custos operacionais e de substituição de ativos.

A Pragma foi recentemente convocada para a tarefa de auxiliar uma estabelecida mineradora de carvão a desenvolver um modelo de CCV. O modelo seria usado como fonte de dados para desenvolver um modelo de Vida Útil da Mina (LOM) de 5 a 10 anos, e para garantir o alinhamento dos orçamentos anuais de investimentos e de despesas operacionais.

BJ Mona, gerente de um Centro de Cuidados dos Ativos na Pragma, afirma: "Na indústria de mineração, o CCV é aplicado para quantificar custos de componentes de ativos e o uso de materiais. A aplicação correta da técnica pode auxiliar na tomada de decisão em projetos de investimentos de capital em ativos. O processo de custeio do ciclo de vida geralmente inclui etapas como planejamento da análise de CCV (por exemplo, definição de objetivos), seleção e desenvolvimento de um modelo de CCV (por exemplo, projeção de uma estrutura de divisão de custos, identificação de fontes de dados e incertezas), aplicação do modelo de CCV e documentação e análise dos resultados do CCV. Há um número abrangente de pesquisas e relatórios sobre CCV. No entanto, o CCV não é comumente aplicado na indústria de mineração devido às complexidades envolvidas na análise e na utilização dos dados extraídos do modelo".

Durante o desenvolvimento do CCV, a primeira etapa é identificar os ativos críticos a serem analisados. Em seguida, dados do OEM e do fornecedor são coletados a fim de serem incluídos no modelo de custeio. Outros importantes recursos que são fontes de informações incluem as equipes operacional e de engenharia, dados coletados do histórico de manutenção no sistema EAM e a biblioteca técnica, que oferece diretrizes sobre a operação e o cuidado dos ativos.

Com a Pragma conduzindo um Centro de Cuidados dos Ativos nessa mineradora, a coleta de dados sobre custos de aquisição, operação e manutenção foi facilitada devido à experiência da equipe Pragma. Ter todas as fontes de informações à disposição e atualizadas é importante para o desenvolvimento bem-sucedido do modelo de CCV.

Mona explica ainda que o modelo de CCV tem levado a diversas melhorias, incluindo a disponibilidade e a utilização de ativos, o melhor entendimento de ativos financeiros, a melhoria contínua das relações entre cliente e prestador de serviços, bem como a maneira pela qual as reuniões de planejamento são conduzidas. "Também há um melhor relacionamento com outros departamentos como Produção, Operações, Finanças e TI, que geralmente não se consideram diretamente envolvidos na gestão de ativos. Todos aqueles que serão afetados pelo modelo de CCV receberam treinamento."

Mona conclui que o modelo de CCV teve um enorme êxito. "Um modelo de CCV desenvolvido, implementado e executado com êxito possibilita a extração de estratégia, política, objetivos, plano ou método de gestão de ativos, a fim de atingir metas organizacionais. O modelo permite também que uma estratégia de recondicionamento e reparo seja criada para a vida útil da planta ou da mina, bem como a capacidade de calcular metas estimadas para a disponibilidade e a utilização de ativos. O modelo também permite extrair componentes críticos, datas de comissionamento, custos de componentes e estimativa da vida útil restante dos componentes dos ativos, assim como as próximas datas projetadas para renovação com relação ao uso dos componentes."